Dezesseis municípios estão com risco moderado de contaminação pela Covid-19 em MT

A Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT) divulgou nesta segunda-feira (25.01) o Boletim Informativo n° 323 com o panorama da situação epidemiológica da Covid-19 em Mato Grosso. 

O documento mostra, a partir da página 9, que 16 municípios do Estado configuram na classificação com risco “moderado” para o novo coronavírus. São eles: Cuiabá, Rondonópolis, Várzea Grande, Cáceres, Alta Floresta, Barra do Garças, Nova Mutum, Sinop, Sorriso, Colíder, Primavera do Leste, Juara, Apiacas, Carlinda, Castanheira, Reserva do Cabaçal. 

Outros 125 municípios estão na classificação “baixo”, indicado pela cor verde, e não apresentam altos riscos de contaminação.

O sistema de classificação que aponta o nível de risco é definido por cores: muito alto (vermelho), alto (laranja), moderado (amarelo) e baixo (verde). De acordo com a definição dos riscos, é necessária a adoção de medidas restritivas para o controle da propagação do coronavírus nas cidades.

COVID-19 - Brasil registra 7.594.771 milhões de pessoas recuperadas

Número é superior à quantidade de casos ativos, ou seja, pessoas que estão em acompanhamento médico. Informações foram atualizadas às 16h30 desta sexta-feira (22/01)

Brasil já registra 7.594.771 milhões de pessoas curadas da Covid-19. No mundo, estima-se que pelo menos 29 milhões de pessoas diagnosticadas com Covid-19 já se recuperaram. O número de pessoas curadas no Brasil é superior à quantidade de casos ativos (943.906) que são os pacientes em acompanhamento médico. O registro de pessoas curadas já representa a grande maioria do total de casos acumulados (86,8%). As informações foram atualizadas às 16h30 desta sexta-feira (22/01) e enviadas pelas secretarias estaduais e municipais de Saúde. 

A doença está presente em 100% dos municípios brasileiros. Contudo, mais da metade das cidades (3.727) possuem entre 2 e 100 casos. Em relação aos óbitos, 5.073 municípios tiveram registros (91,1%), sendo que 862 deles apresentaram apenas um óbito confirmado. 

O Governo do Brasil mantém esforço contínuo para garantir o atendimento em saúde à população, em parceria com estados e municípios, desde o início da pandemia. O objetivo é cuidar da saúde de todos e salvar vidas, além de promover e prevenir a saúde da população. 

ImunizaSUS vai capacitar mais de 94 mil profissionais de saúde que atuam em salas de vacinação

Parceria entre Ministério da Saúde e Conasems valoriza a educação permanente nos postos de saúde. Investimento federal é de R$ 58 milhões

ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, participou, nesta quinta-feira (21/01), do lançamento do ImunizaSUS, projeto que irá capacitar 94,5 mil trabalhadores do Sistema Único de Saúde (SUS) que atuam diretamente nas salas de vacinação. O programa, realizado em parceria com o Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems), conta com um investimento federal de R$ 58 milhões.

“É o maior programa de capacitação em imunização já realizado no Brasil. Estamos dando um grande passo na melhoria do atendimento de saúde do nosso país. Confiem no SUS, ele é estruturado por pessoas voltadas para a saúde, para o cumprimento dessa missão”, destacou o ministro Pazuello durante a cerimônia de lançamento, realizada em Brasília (DF).